Professora: Meire Falco

Este blog foi criado para complementar as aulas de ARTES e para compartilhar com colegas educadores e afins, assuntos, artigos, fotos e arquivos sobre artes visuais, música, teatro,dança, etc. Serão postadas as apostilas usadas nos bimestres, atividades sugeridas, dicas de sites, dicas para o desenvolvimentos dos trabalhos práticos, orientações, publicação dos trabalhos desenvolvidos, curiosidades e muito mais. Em caso de dúvidas ou informações deixe um comentário e email, que eu entrarei em contato.Obrigado!

“Aprender é a única coisa que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende”

Curta a página no facebook : apostiladeartes.com


segunda-feira, 21 de outubro de 2013

História da Música - 9ºs anos

História da MPB - 9ºs anos

4º Bimestre - Arte Barroca

Para os alunos dos 1ºs anos
4º BIMESTRE – ATIVIDADE NO CADERNO
BARROCO
A arte barroca originou-se na Itália (séc. XVII) mas não tardou a irradiar-se por outros países da Europa e a chegar também ao continente americano, trazida pelos colonizadores portugueses e espanhóis. As obras barrocas romperam o equilíbrio entre o sentimento e a razão ou entre a arte e a ciência, que os artistas renascentistas procuram realizar de forma muito consciente; na arte barroca predominam as emoções e não o racionalismo da arte renascentista. É uma época de conflitos espirituais e religiosos. O estilo barroco traduz a tentativa angustiante de conciliar forças antagônicas: bem e mal; Deus e Diabo; céu e terra; pureza e pecado; alegria e tristeza; paganismo e cristianismo; espírito e matéria.
Suas características gerais são:
• emocional sobre o racional;
• busca de efeitos decorativos e visuais, através de curvas, contracurvas, colunas retorcidas;
• entrelaçamento entre a arquitetura e escultura;
• violentos contrastes de luz e sombra;
• pintura com efeitos ilusionistas, dando-nos às vezes a impressão de ver o céu, tal a aparência de profundidade conseguida. 
NA PINTURA: Dentre os pintores barrocos italianos: 
Caravaggio- o que melhor caracteriza a sua pintura é o modo revolucionário como ele usa a luz. Ela não aparece como reflexo da luz solar, mas é criada intencionalmente pelo artista, para dirigir a atenção do observador. Obra destacada: Vocação de São Mateus. 
Velázquez- além de retratar as pessoas da corte espanhola do século XVII procurou registrar em seus quadros também os tipos populares do seu país, documentando o dia-a-dia do povo espanhol num dado momento da história. Obra destacada: O Conde Duque de Olivares. 
Rembrandt- (holandês) - o que dirige nossa atenção nos quadros deste pintor não é propriamente o contraste entre luz e sombra, mas a gradação da claridade, os meios-tons, as penumbras que envolvem áreas de luminosidade mais intensa. Obra destacada: Aula de Anatomia. 
NA ESCULTURA: Suas características são: o predomío das linhas curvas, dos drapeados das vestes e do uso do dourado; e os gestos e os rostos das personagens revelam emoções violentas e atingem uma dramaticidade desconhecida no Renascimento. 
Bernini- arquiteto, urbanista, decorador e escultor, algumas de suas obras serviram de elementos decorativos das igrejas, como, por exemplo, o baldaquino e a cadeira de São Pedro, ambos na Basílica de São Pedro, no Vaticano. Obra destacada: A Praça de São Pedro, Vaticano e o Êxtase de Santa Teresa. 
PESQUISA: NO CADERNO – (0 a 4,0)
1- O BARROCO NO BRASIL
a) ESCULTURA : Antônio Francisco Lisboa (o Aleijadinho)

b) PINTURA:  com Mestre Ataíde.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O significado das Cores


  • Vermelho: é uma cor que parece sair ao encontro, adequado para expressar a alegria entusiasta e comunicativa. É a cor mais excitante de todas, pode significar paixão, emoção, ação, agressividade, perigo.
  •  Azul: é uma cor reservada e que parece afastar-se. Pode expressar confiança, reserva, harmonia, afeto, amizade, fidelidade, amor.
  •  Verde: reservado e esplendoroso. É o resultado do acorde harmônico entre o céu-azul e o amarelo do sol. É a cor da esperança. Pode expressar natureza, juventude, desejo, descanso, equilíbrio.
  •  Amarelo: irradia sempre em todas as partes e sobre todas as coisas, é a cor da luz e pode significar egoísmo, ciúmes, inveja, ódio, adolescência, riso, prazer.
  •  Laranja: é a cor do fogo flamejante, foi escolhido como sinal de precaução. Pode significar regozijo, festa, prazer, aurora.
  •  Rosa: o ditado popular que afirma tudo ser visto em cor-de-rosa, reflete fielmente seu significado: ingenuidade, bondade, ternura, ausência de todo forma de mal.
  •  Violeta: é a cor que indica a ausência de tensão. Pode significar calma, autocontrole, dignidade, aristocracia e também violência, engano, agressão premeditada.
  •  Branco: é a luz que se difunde (na cor). Expressa a ideia de inocência, paz, infância, divindade, estabilidade absoluta, calma, harmonia.
  •  Preto: é a ausência de cor pode determinar tudo o que está escondido, velado e pode expressar separação, tristeza, morte, noite. Também possui sensações positivas como seriedade, nobreza e pesar.
  •  Cinza: é a cor que iguala todas as coisas e que permite a cada cor suas próprias características sem interferir nelas, pode expressar desconsolo, passado, velhice, desânimo, indeterminação.
FONTES DE PESQUISA